14/12/14

Palavras não ditas



Hoje eu sonhei com você. Isso não é irônico?  Já fazem anos desde nosso quase envolvimento amoroso, a anos não falo com você. Será que ainda lembra? Será que também senti falta de algo que apenas começou a nascer entre  nós e que morreu com a distância? Nós éramos apenas duas crianças aprendendo a amar, ainda éramos envoltos na inocência. E foi isso que fez ser especial para mim, eu ainda lembro de você.
Eu me lembro dos risos, dos olhares envergonhados, das brincadeiras e principalmente das palavras que não foram ditas, mas sentidas. Eu gostava da sua voz, a sonoridade fazia meu corpo vibrar, meu peito comprimia quando você sorria para mim  ou quando me  protegia dos meus medos. 
As sensações, ah as sensações. Elas foram embora tão rápido, não foram ? Elas foram embora comigo, quando fugi de você. Por favor, não me entenda mal, eu estava começando a me apaixonar e por isso eu tive medo. Sim, eu resisti a você por puro medo.
E agora depois de anos eu voltei a te ver, imagens rápidas de quando éramos crianças, a paz que me trazia seu sorriso, seu afeto, sua presença. Mas agora é tarde de mais. Você cresceu, é um belo adulto devo acrescentar. É experiente, e superou nosso amor de infância. Talvez eu deva fazer o mesmo, talvez eu devesse crescer.

24/09/14

642 coisas sobre as quais escrever.


Ainda que eu goste de escrever, muitas vezes emperro no meio de um texto por não saber como desenvolve-lo ou, na maioria das vezes, por não saber desenrolar uma idéia confusa súbita.  Então, sabendo que a melhor maneira para não travar é praticar, resolvi ir atrás de projetos para ajudar a melhorar a escrita e o desenvolvimento de  histórias.
Foi assim que acabei achando o Projeto 642 coisas sobre as quais escrever através do blog Sobre livros e letras e, claro, resolvi participar.



1. Descreva a sua aparência física (na terceira pessoa), como se você fosse uma personagem de livro.
A primeira coisa que chama a atenção nela é o seu sorriso, aquele com uma fileira repleta de dentes brancos a mostra, acobertados por lábios grosso pintados com Lip Balm. O seu sorriso é quase que sua marca registrada e ela o utiliza o tempo todo porque acreditava que o fato de ser simpático com alguém poderia fazer uma grande diferença. 

“Você não sabe pelo que ele está passando, seja gentil” 

 E se não fizesse diferença nenhuma para outrem, ao menos, estava sendo educada. Se a conhecesse por tempo o suficiente poderia medi-la por seus sorrisos.

 Ela é tão fácil de ser ler (ainda que deteste isso).

 Sorrisos médios para pessoas que acaba de conhecer, Sorrisos pequenos e com lábios levemente franzidos para dias ruins, sorrisos enormes seguidos de gargalhadas para momentos de pura felicidade e sorrisos constantes que se estalam por prolongados momentos para lembranças gostosas, para um novo filme recém descoberto ou para uma leitura prazerosa.

 Ela tem cabelos volumosos, longos e castanho escuro que estão em uma perpetua fase de transição entre o ondulado e o liso, e ela se orgulha completamente disso. Ama seus cachos (ainda que,as vezes, queira adestrá-los de vez) e está constantemente amarrando-o em um coque devido o calor. Suas sobrancelhas são cheias e escuras e seus olhos castanho-avermelhados contornados por cílios cheios e levantados. Ela costuma ter olheiras discretas e, se parar prestar um pouco de atenção em sua bolsa cheia de bottons literários e sua rotina sem-tempo-para-nada, fica fácil supor que elas são fruto de madrugadas absorda em leituras que, teoricamente, iriam ser apenas até o próximos capítulo.

 Ela tem as unhas curtas porque tem o péssimo hábito de se arranhar sem intenção quando estas estão grandes, tem uma cicatriz pequena na perna direita e outra debaixo do queixo, marcas de uma infância agitada e feliz.

Com seus quase 19 anos é magra e tem peitos e bum bum médios mas, devido a sua estatura mediana passaria sem muito dificuldade por uma garota de 16. Ela é transparente demais, se prestar atenção o suficiente pode-se desvendar suas emoções pelos seus gestos, fica claramente agitada quando nervosa, uma veia aparece em sua testa quando está sobre efeito de alguma emoção intensa, ela não consegui engolir o choro rápido o suficiente.

Ela, a princípio, não é diferente de muitas de sua idade. Até se dar uma segunda olhada, uma com mais atenção. Aí, quando se observar verdadeiramente, se encontra um universo a desvendar.


Sobre Hobbies, inspirações súbitas e Layout novo.

Desde pequena sempre tive o hábito de desenhar e ouvir música para relaxar,  ao longo dos anos a música se tornou parte integrante de praticamente toda a minha rotina: Quando acordo preciso imediatamente ligar o som e deixar Coldplay (as mais antigas) tocar, banho ao som de Chet faker (que estranhamente me dá a sensação que estou debaixo da chuva <3) e minhas noites são ao som de Arctic Monkeys,  Florence + the machine e Benjamin Francis.

Foi pensando sobre hábitos que costumo praticar e que deixam meu dia mais gostoso que percebi que, infelizmente, não ando desenhando muita coisa ou escrevendo minhas amadas fanfictions. E por saber que vez ou outra é bom (e digo que até essencial) você deixar a rotina maçante e as obrigações um pouco de lado para fazer algo que te deixa feliz, resolvi organizar minha rotina para que aos domingos a tarde  possa fazer uma ou outra coisa. Inclui até atualizar o blog que anda muito³³ parado devido minha correria.

Hoje tentei rabisca algo que expressasse minha sensação de “Estou esparramada na cama curtindo preguiça enquanto tento ler algo” o desenho me agradou tanto que resolvi me arriscar em pintá-lo no photoshop e apesar de eu está apenas engatinhando em pintura digital gostei muito do resultado! Tanto que resolvi colocá-lo no layout do blog que, inclusive, está inspirado no livro “fangirl” da Rainbow Rowell. O que vocês acharam?


Acho que esse poste acabou ficando meio aleatório e confuso, desculpem rs.

19/07/14

Ideias para decorar o quarto Pt.2


Desculpem a Demora por post! Essa tensão pré vestibular está acabando comigo. Estou até pensando em fazer um post-desabafo sobre isto. Mas sem mais delongas finalmente a continuação do “Ideias para decorar o quarto”.

2. Decorando Com Livros

Fala sério, tem coisa mais bonita para se decorar quartos com livros? Além de ler aquelas maravilhas podemos deixa nosso espaço ainda mais a nossa cara com eles. Uma vez um amigo me disse a frase “Mostre-me seus livros e te direi quem és” e concordei totalmente com isso! O que mais pode mostrar tanto da sua personalidade do que os livros que você lê?






 Fonte: Google

06/01/14

A Fugitiva

        

          De todos os sintomas que ela sabia que viria a conhecer, este era o mais indesejável. Ela sabia que quando o visse e ele caminhasse em sua direção com aquele sorriso, o sorriso pelo o qual ela se apaixonou, ela não seria capaz de se mover. Não seria capaz porque simplesmente seu corpo não obedeceria, ela também sabia que a sua mente traidora iria fazer o trabalho reverso, embolando seus pensamentos. E era por isso que ela fugia dele todos os dias, ela fugia do solavanco acelerado de seu coração quando ele dirigia a palavra a ela, fugia do formigamento prazeroso que o simples toque dele a proporcionava, fugia da detestável gagueira temporária que a atingia. Mas por mais insigne corredora que ela fosse ela  sabia que nunca conseguiria fugir dele, por que sua mente decidiram contrariá-la com afinco. Ela sabia que deveria lutar, que deveria tentar ao menos, por que no momento que seus olhos se encontrassem ela se renderia. Ela se renderia a ele, seu orgulho e toda vontade de resistir seria exaurida de seu corpo no momento que seu sorriso fosse visto, e todo o seu esforço para construir barreiras ao redor de seu mundo estável iriam ruir tão depressa como a sua capacidade de resistência.

03/01/14

Seja o que for mas que seja com amor



Em fim o novo ano chegou! 2013 foi um ano que passou rápido demais para mim, foi um ano em que fiz varias promessas e desejos e fiquei durante todos os 365 dias em expectativa. O que só me resultou em frustração e sensação de faltar de dever comprido, foi um ano em que realizei pouco e idealizei muito. E por isso decidi que este ano vai ser diferente, em 2014 eu irei esperar menos. Nada de expectativas e promessas exageradas. 




A única coisa que prometo é que vou ser menos espectadora e mais ativa em minha própria vida. Nada de esperar por algo que eu mesma tenho que ir atrás.



17/11/13

Sete.





Um, dois, três... Eu estou tremendo, mordendo o lábio inferior com força. Estou lambendo sangue. Estou me concentrando na ardência e no ranger de dentes, rasgando a pele da palma com as unhas enquanto fecho com força minhas mãos. Quatro. Estou concentrada em me ferir, nessa pequena ardência. Isso está me segurando, está me puxando firme, me lembrando de não tremer por dentro. Cinco, seis... Eu sou um recipiente tão fraco, está rachando tão rápido. Eu estou sentindo que não vou aguentar muito tempo.  Sete. Eu estou quebrando.
 
Co.Juliana - 2014. Todos os direitos reservados. Criado por: Juliana Moreno.Tecnologia do Blogger. imagem-logo